VER.TE ITAIPAVA

entre verdes e azuis, sorrisos e sons...

ver-te e verter sobre você o prazer de estar aqui...

domingo, 31 de maio de 2009

Parque de Itaipava: cuidados básicos 2


A grama verdinha e o espaço limpo não são frutos do acaso.
Funcionários da prefeitura atuam regularmente com simpatia e eficiência

sábado, 30 de maio de 2009

Parque de Itaipava: cuidados básicos

O Parque está cuidado, os banheiros novos e limpos ...

...e espalhados por todo o Parque.
Tranquilidade para famílias, mesmo com crianças bem pequenas.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Parque de Itaipava: crianças

Parquinho com brinquedos: BALANÇO!

Escorregar na gramaaaa.....

Pedalar....



quinta-feira, 28 de maio de 2009

Parque de Itaipava: seja bem vindo

Para dias de semana, sábados e domingos...
Já há muito tempo ele é importante no ritmo da cidade. Ontem, quando ele era um baldio de terra e barro, por sediar a Festa Agropecuária. Ontem e hoje, por abrigar shows famosos, circos, eventos de exposição. Mas hoje, sobretudo, com um jardim tratado e com brinquedos, por ser um agradável lugar para caminhadas, andar de bicicleta e deixar as crianças brincarem soltas em seus espaços...

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Centrinho florido

Flores são ocasionais, mas o verde e o entorno montanhoso são permanentes.
Algo que me deixa feliz mesmo quando tenho de enfrentar fila de banco ou qualquer outra atividade desagradável... Tem sempre o caminho, para ir e voltar, e mudar o rumo do pensamento.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Estrada

Para chegar ou para sair, esse é o caminho a seguir.

sábado, 16 de maio de 2009

Outros animais de Itaipava...


... que me trouxeram imensa felicidade.
Cada qual com sua história.






sexta-feira, 15 de maio de 2009

Jacumpemba

O jacupemba (Penelope superciliaris) é uma ave craciforme da família dos cracídeos, que ocorre do Sul do estado brasileiro do Amazonas ao estado do Rio Grande do Sul e Paraguai. Vive em matas, capoeiras, cerrados e caatingas, chagando a medir até 55 cm de comprimento, com a barbela nua e vermelha, mais proeminente no macho, topete rudimentar, plumagem das asas com bordas ferrugíneas, peito esbranquiçado e iris vermelha. Também é conhecido pelos nomes de jacucaca, jacupeba, jacupema e jacu-velho. No Jardim Botânico do Rio de Janeiro, jacupembas livres podem, facilmente, serem vistas a pequena distância, alimentando-se no gramado. (Wikipédia)
E em Itaipava, nos jardins familiares.
Sozinhas ou em bandos, passeando perto das árvores frutíferas, com especial gosto pelas jabuticabas.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Araucária

Verdes e azuis de um clima temperado.

domingo, 10 de maio de 2009

'Árvore de cabelo': postagem do Dia das Mães

Quando era bem pequena, no início da fala, minha filha ficava (e não posso negar que ainda fica) encantada pelas 'árvores de cabelo'. Lembro até hoje do primeiro dia em que ela disse isso e eu tive de identificar do que se tratava. Era a árvore que está diante do Hortomercado de Itaipava e, antes da poda, exibia uma quantidade significativa de 'barba de velho', nome popular de Tillandsia usneoides. Sorri com a alegria doce das mães que descobrem a perspicácia de seus filhos e adotei para sempre as 'árvores de cabelo'. A nossa original, que deu sentido aos olhos de minha filha, hoje não tem 'cabelos' (em função da poda), mas nas ruas podemos encontrar várias 'árvores de cabelo' , apreciando sua beleza e perpetuando a delícia de ser mãe.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Abacateiro:

Em Itaipava tenho tempo para ouvir os sons da mata e os sons da música. Entre o tempo e o mato, entra a imagem e a letra, vou de Gilberto Gil, que rima com Brasil e lembra minha adolescência, quando as virtudes de estar na serra se consolidaram dentro de mim.

REFAZENDA (Gilberto Gil)
Abacateiro acataremos teu ato

Nós também somos do mato como o pato e o leão
Aguardaremos brincaremos no regato
Até que nos tragam frutos teu amor, teu coração
Abacateiro teu recolhimento é justamente
O significado da palavra temporão
Enquanto o tempo não trouxer teu abacate
Amanhecerá tomate e anoitecerá mamão
Abacateiro sabes ao que estou me referindo
Porque todo tamarindo tem o seu agosto azedo
Cedo, antes que o janeiro doce manga venha ser também
Abacateiro serás meu parceiro solitário
Nesse itinerário da leveza pelo ar
Abacateiro saiba que na refazenda
Tu me ensina a fazer renda que eu te ensino a namorar
Refazendo tudo
Refazenda
Refazenda toda
Guariroba

quarta-feira, 6 de maio de 2009

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Rasteirinha

Sempre gostei dessas plantinhas que surgem nos cantinhos.
Lembro-me pequena, na casa da madrinha, passando os dedinhos e sentindo sua textura...
Hoje, adulta, ainda me encanto com suas formas e sobretudo, com o jeito sorrateiro que aparecem nas menores fendas...